Este blog contém alguns poemas publicados na Agenda da Semana do site Cultura Pará.
www.culturapara.art.br

15 de mai de 2010


CÉU


mênstruo tardio - o exílio vício,
adiando a vã cor de seu ar (lambereinando o
                                       escrito, o céu -
                                       o sádico céu
                                       ampliado no teu nome)
                                       dil
                       
                                                    latando

                                        o deserto viril do furo
                                        ao noturno soletrado,
embora
                                Seja raivoso apenas nele:
              
                       à sua exposição
                       ao serpentário.



        
          Wilson Sena


Nenhum comentário:

Postar um comentário