Este blog contém alguns poemas publicados na Agenda da Semana do site Cultura Pará.
www.culturapara.art.br

21 de fev de 2010

HISTÓRIA E PERSONAGEM


Outra noite e uma esfera azulada cintila à minha frente.
Impossível é ver daqui onde me encontro o contorno dos
bálticos países, nem mares, nem as pequenas ilhas Falkland.

Meus óculos descansam num livro aberto ao meu lado. Talvez
eles tornassem mais nítido algum promontório e eu pudesse
distinguir a faixa de terra apontando para um farol incrustado
em pedras semipreciosas.

Obrigo-me daqui deste lugar onde recosto corpo e memória a
ver com nitidez um oceano que não preciso nomear a fustigar
de espuma as minhas costas, a dividir-me, a separar-nos,
espaço que eu inauguro nesta noite para que meu escaler com
marujos arrojados possa fazer a travessia e me levar.

Nesse espaço a memória inscreve, pela ausência, história e
personagem, a passagem nossa, nossa ida e nossa vinda,
trajeto e rota que vai do lugar de sombra deste quarto à esfera
azulada e mítica de onde deito olhar de dor para narrar-te.


Maria Lúcia Medeiros,
do livro “Quarto de Hora,

Nenhum comentário:

Postar um comentário